Husky Siberiano

Husky Siberiano

História e curiosidades

Apesar de acharmos a origem da maioria dos cães interessante, a história dos Husky é das mais interessantes. Dizemos isso pois os Husky Siberianos são uma das raças que comprovam o início da cooperação entre humano e cão.

Na altura, há mais de 2 milénios e meio atrás, os Husky ajudavam os habitantes de Chukchi a chegar a pontos de pesca. Eles puxavam os seus donos em espécies de trenós e assim era possível alimentar o povo desse povoamento, de outra forma muito possivelmente não teriam sobrevivido tanto tempo.

Como os Husky estão tão habituados ao frio (e os seus antepassados muito mais), eles ganharam uma gigantesca resistência ao frio, e este não os impede de usarem as suas capacidades físicas em pleno.

Características físicas

O Husky Siberiano tem uma figura perfeita bem protegida por uma inviolável camada de pêlo. Muitos dizem que é o mais bonito dos cães, um autêntico Adónis dos gelos capaz de derreter qualquer com o calor do seu olhar azul.

Uma das coisas que tornam os Husky cães tão populares é pela sua beleza inquestionável. Considerado por muitos um dos cães mais bonitos, este cão pode atingir uma altura de 60 cm e um peso de até 27 kg.

O seu pêlo duplo e de tamanho médio tem uma aparência (e tacto também) felpuda e macia. Na cauda podemos detectar um pouco de pêlo mais saliente mas do mesmo tamanho do resto do corpo. Quase que podemos comparar a sua cauda a uma pequena vassoura.

Em relação às cores do seu pêlo, do preto ao branco, praticamente todos os padrões são permitidos.

Características psicológicas

Não só é um campeão nas corridas, também é o mais doce e simpático dos animais nórdicos. Muito inteligente, dócil e carinhoso, é um cão gregário que procura encontrar o seu lugar dentro da família, sempre debaixo da autoridade de um dono firme e justo que o respeitará como líder do grupo.

O seu encanto reside em que é um cão um pouco felino, muito orgulhoso e independente e ao que às vezes gosta de surpreender com reacções imprevisíveis: o gelo da Sibéria não esfriou nem um grau do seu temperamento emotivo e visceral.

O clima ameno não lhe assusta sempre que possa refugiar-se debaixo da sombra de uma grande árvore. É um cão decididamente campestre que não sente nenhuma curiosidade por experimentar a vida dentro de um apartamento na cidade.

Cuidados a ter

O Husky Siberiano é tão limpo que nem sequer faz falta banhá-lo, pois a sua pele está equipada com um “programa de autolimpeza”, ainda que o seu forro de peluche necessita sim de escovagens frequentes.

Esta é uma raça livre de grandes problemas de saúde, pois no seu lugar de origem as condições de vida são tão duras que apenas podem manter-se os melhores exemplares. Não obstante, os seus preciosos olhos azuis podem ser frágeis e há que ter cuidado com as cataratas e a atrofia da retina.

Ainda que não trabalhe tanto como antes, o Husky Siberiano não é feito para passar o dia a dormir no sofá. Para que viva feliz dez anos ou mais, nada melhor que boas corridas diárias, com ou sem trenó.

Compártelo en tu red social:
Más en Animais - Cães:
Aviso legal Contacto Google+ Facebook