Boxer

Boxer

História e curiosidades

A raça Boxer é uma das belas espécies de cães que surgiram na Alemanha. O seu nome foi dado devido à forma como atacava as preses, quase aplicando uma postura de boxe (o desporto de luta). Outras teorias indicam que seria por ser um cão de matadouro, pois os cães daí tinham um nome semelhante.

A caça ao javali sempre foi a especialidade desta raça. A própria raça foi concebida para isso e o resultado é excelente, já que a própria forma como agarra as presas permite fazê-lo não só mantendo-as presas até o caçador se aproximar como também mantem-nas vivas.

Características físicas

O boxer é um cão compacto e poderoso, de tamanho médio e de corpo quadrado (o seu comprimento é igual à sua altura). O pêlo do boxer é curto e brilhante. As manchas brancas no seu pelo são aceites e apreciadas, sempre que não sejam superiores a um terço do pêlo total. Manchas brancas que cubram grande parte da cabeça também não são apreciadas.

Ainda que existem os boxer brancos, não são aceites pela Federação Cinológica Internacional (FCI). A face deve ser negra e não deve-se estender para além do focinho. A mandíbula do boxer é forte e apresenta prognatismo (o maxilar inferior sobressai à frente do superior). Os dentes não devem ser visíveis quando o cão tem a boca fechada.

Características psicológicas

O boxer é um cão alegre, brincalhão, curioso, confiante e cheio de energia. Ainda que é uma raça de trabalho, é um cão muito brincalhão inclusive quando é adulto. Isto o transformou num cão preferido pelas famílias que têm crianças pequenas.

Apesar de ser brincalhão e confiante, o boxer tem um impulso de predador forte e é temível quando enfrenta um adversário. Devido a isto, foi bastante utilizado como cão de guarda e defesa.

Ainda que o boxer tendo a ser sociável a pessoas e com outros cães, é importante socializa-lo e educá-los desde pequeno já que a sua grande força representa um risco se não for educado correctamente.

Cuidados a ter

O boxer pode apresentar tendência a desenvolver certas doenças. Entre estas doenças encontram-se os problemas cardíacos, a torsão gástrica e com menos frequência a epilepsia. O boxer também tem tendência ao aparecimento de tumores depois dos oito anos, pelo que é bom fazer check-ups periódicos.

Os climas muito frios também não são adequados para esta raça, porque o seu pêlo não lhe proporciona protecção suficiente contra temperaturas muito baixas. 

Compártelo en tu red social:
Más en Animais - Cães:
Aviso legal Contacto Google+ Facebook